Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Gaza, Gás e Gastura

por Antonovsky, em 07.01.09

Ano Novo, Vida... igual.

Depois de ter levado tanto tempo a voltar a escrever no meu blog, venho logo falar de três assuntos actuais do panorama mundial.

Começo com Gaza, essa Faixa que está em constante ebulição e parece que nunca irá ter uma solução para o seu conflito. Começam guerras, acabam guerras no mundo, mas neste lugar há apenas periodos mais calmos nos intervalos do picos de tensão e violência.

Não me parece que seja este ano, nem nas próximas décadas. Os ódios estão muito vincados e passam de geração para geração. As diferenças culturais e religiosas falam mais alto que o bom senso, a paz e o civismo. É uma história em que não há inocentes, todos são culpados e todos são vitimas....a violência gera violência. 

Depois há a crise do Gás que vem da Rússia e que tanta falta faz à Europa, especialmente quando se faz sentir um frio de rachar. Num braço de ferro que parecia apenas bilateral Ucrania Vs Rússia, a União Europeia apelou ao bom senso e ao diálogo. Mas os pés começaram a arrefecer e a estratégia do Conselho Europeu endureceu como a água que se transforma em gelo nesta altura e agora exige uma rápida solução para o conflito.

Ainda bem que Portugal está na extremidade da Europa e tem como fornecedores exclusivos a Argélia (fornecedor maioritário) e a Nigeria.

Pois é meus amigos, o nosso grande amigo Kadafi... e depois o povão estranha porque é que tratamos tão bem estes "democratas". No campo das relações internacionais somos muito bons, independentemente do governo, acreditem a nossa história é uma boa prova disso.  Aliás, se por danos colaterais, formos afectados pelo aumento do petróleo como energia alternativa ao gás, podemos sempre recorrer ao tipo que nos compra todos os computadores Magalhães (por isso não chegaram a todas as escolas) e que se chama Hugo Chavez. 

Quanto à Gastura de que falo é a do estomago, é claro. Depois de tantos doces e outros excessos nas festividades que agora terminaram com o dia de Reis, vem a volta à realidade com os aumentos dos preços, do desemprego e, quase de certeza, da criminalidade neste ano de 2009.

Francamente não sei porque é que festejamos o ano novo todos os anos, para além de ficarmos mais velhos as novidades raramente são boas.

No entanto, e sendo um tradição de cortesia não quero finalizar sem deixar aqui os mais sinceros e verdadeiros votos de um BOM ANO NOVO para todos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Sérgio a 11.01.2009 às 12:49

Por isso é que eu não festejo o ano novo, nunca o fiz, sinceramente não encontro nada para festejar, acho apenas mais uma idiotice consumista "inventada" há (relativamente) pouco tempo.
Mas isto digo eu...

Abraço
Sérgio
Imagem de perfil

De Antonovsky a 01.02.2009 às 15:28

Confesso que também não ligo muito a esta festa.
Só acho interessante quando juntamos os amigos ou a familia, mas para isso não precisamos de esperar por esta data.
Um abraço
Sem imagem de perfil

De Caíque a 15.01.2009 às 22:52

Estava com saudade dos seus textos. A depender do que se anuncia neste incipiente 2009, ao final do ano só teremos o que lamentar, espero estar enganado. Não custa nada desejar a ti um ótimo ano, repleto de alegrias duradouras, decepções momentâneas e inspirações permanentes.

Abraço
Imagem de perfil

De Antonovsky a 01.02.2009 às 15:32

Obrigado pela força Caíque. Espero que o seu ano seja excelente e cheio de boas surpresas.
Tenho escrito pouco no meu blog, mas sempre que posso vou dando notícias aqui para o pessoal da blogosfera ;)
Um abraço

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031