Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pêro da Covilhã

por Antonovsky, em 03.05.09

da 

Prestes João, foi uma personagem (fictícia para uns, real para outros) que contribuiu para a expansão portuguesa que sempre procurou um aliado cristão em distantes paragens, para que prestasse auxilio precioso à coroa, na demanda das novas rotas comerciais.

Nessas buscas um dos espiões mais audacioso, inteligente e versátil de D. João II, foi Pêro da Covilhã, que deambulou pela India, Médio Oriente e Africa, disfarçou-se de muçulmano integrando perigrinações a lugares sagrados. Não encontrou o reino de Prestes, mas voltou com inúmeras e preciosas informações que ajudaram mais tarde Vasco da Gama a realizar a viagem marítima para a India. 

Para já, fica aqui uma frase do espectacular livro "Viagens de Pêro da Covilhã" do Conde de Ficalho que foi publicado pela primeira vez em 1898. Esta frase é o inicio de uma carta improvisada de Diogo Lopes ao Rei Prestes João, que após longas buscas em territórios longinquos, os portugueses situam este mítico monarca na Abissínia. Assim e com muita humildade inicia ele a sua carta:

"Se esta carta não vai bem orada, perdoe Vossa Alteza, porque não se aprendeu mais nos toldos destes galeões em que o homem o anda servindo".

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2009

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31