Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



State of the Nation

por Antonovsky, em 28.01.13

Portugal tem muitos problemas estruturais, económicos, sociais, financeiros, etc., mas muitos políticos entendem que é mais fácil criar ruídos de fundo com aspectos internos dos próprios partidos, em vez de discutirem as soluções adequadas aos problemas que o país atravessa, dirigindo e desperdiçando as suas energias em assuntos secundários e que em nada servem os interesses dos portugueses. 

Tudo isto prejudica a qualidade democrática que todos os partidos, sem excepção, apresentam nas urnas de voto. Os partidos ficam enfraquecidos com as politiquices em vez de políticas, e os comentadores, quer à direita, quer à esquerda, tentam definhar a imagem de quem não lhes interessa. Esses "opinion-makers" juntamente com a comunicação social, que visa sobretudo audiências e não informar devidamente, são muitas vezes responsáveis pela confusão que reina nas cabeças dos portugueses (e não só, dado que este fenómeno é transversal em todos os países ocidentais).

O que uns têm a menos, outros têm a mais. Ou seja, nos países onde reinam as ditaduras ou que têm algum "défice democrático" (como se diz hoje em dia) a informação é escassa, controlada, censurada, o que é muito negativo, mas, nos países ditos democráticos, a comunicação social é detentora do quarto poder (depois do legislativo, executivo e judicial), consegue elevar ou denegrir a imagem de alguém em segundos, fazem-se julgamentos em praça pública que enfraquecem a opinião sobre a justiça. Fazem-se "investigações" jornalisticas, muitas vezes tentando substituir-se às instituições e entidades responsáveis, de modo a que sejam os primeiros a informar sobre assuntos "escaldantes", mas que no fundo prejudicam as investigações oficiais, o que também é negativo. 

Precisa-se de uma comunicação social responsável e transparente, sem pressões, nem interesses e que, efectivamente informe. Assim como, precisa-se de comentadores fiáveis, imparciais ou, mesmo que não o sejam, tenham outros no frente-a-frente, de modo a ter várias perspectivas sobre o mesmo assunto. E claro, precisa-se de políticos patriotas que vejam os interesses de Portugal como prioritários e não os interesses pessoais em primeiro lugar. Enfim, uma mudança cultural, uma mudança de mentalidades, que com certeza iria melhorar o Estado da Nação.  

Para ilustrar, aqui fica um clip dos anos 80: Industry - State of the Nation.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031