Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Previsões

por Antonovsky, em 12.02.13

Hoje em dia há uma tendência de tentar prever o futuro. Não, não são cartomantes ou astrólogos ou qualquer outros mestres da adivinhação. São economistas, filósofos, sociólogos, estudiosos em relações internacionais, ecologistas e outros. Estes teóricos baseiam-se nos acontecimentos dos últimos anos no mundo e perspectivam o futuro de acordo com um padrão hipotético de causa-consequencia para 10, 20 ou 30 anos. Normalmente o risoco é maior quanto maior for a distancia da previsão, pois há variáveis e acontecimentos que poderão acontecer (ou não) que façam com que a "linha" de previsão falhe.

Estes novos "Nostredamos" acabam por dar uma visão ou visões do que poderá ser o mundo daqui a uns anos e isto sempre cativou o ser humano. É claro que falham e muito, mas de vez em quando os modelos de estudo acertam e o seu autor ganha nome e prestigio internacional. Neste momento, economistas são muito requisitados para preverem o fim da crise, para preverem quais as medidas que irão resultar num curto, médio ou longo prazo. Mas também os ecologistas devido à preocupação com o meio ambiente do planeta Terra ou os peritos em RI que equacionam e prevêem alguns cenários de resolução ou de novos focos de conflito no mundo. Podem ainda contar entre estes, filósofos modernos, sociólogos que estudam a evolução da sociedade, o aumento da população, a nova geografia, etc,etc.

Nomes como Fukuyama, Friedman, Soros, Al Gore, Hobsbawm, Rubini, entre outros, procuram dar resposta ou alertas sobre o que pode vir a passar-se dentro de um futuro próximo.

Eu como me interesso por estes assuntos, procurando retirar a ficção científica da realidade, tentando retirar a fantasia da hipóteses cientificas, gosto de ler alguns destes temas, imaginando como será o mundo dos meus filhos e dos meus netos. Por tudo isto, e para quem gosta destes temas, deixo aqui o link do último estudo do National Intelligence Council (EUA) que prevê até 2030. Vamos ver se acertam.

 

 http://inteligenciaeconomica.com.pt/?p=15768

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03


Nacionalismo vs integração

por Antonovsky, em 06.01.13

Intriga-me como actualmente se tenta unir países como se unem empresas? Mesmo as organizações que possuem uma cultura forte e bem vincada nos seus funcionários, nos seus procedimentos e nas suas politicas, são difíceis de agregar/fundir com outras empresas/instituições, passando por processos muitas vezes dolorosos, como é que querem unir países do velho continente, cheios de vícios, com tantos anos de história, de rivalidades, de diferentes culturas e línguas, de guerras entre si, de uma forma rápida sem convulsões, sem protestos, sem nacionalismos virem ao de cima? (no último alargamento foram cerca de 10 países que entraram na UE) Vejamos os exemplos da Catalunha, e agora mais recentemente da Irlanda do Norte. Mesmo pequenos estados e/ou regiões querem a sua autonomia. têm uma cultura vincada de tal forma que preferem seguir um caminho diferente, uma certa independência em relação ao seu país.

A UE, ganhou o prémio Nobel da Paz, porque foi até agora a unica missão que não tem fracassado, de resto há ainda muito caminho a percorrer e de uma forma que deve ser sustentada, assimilada pelas populações, institucionalizada em organismos comuns e de uma maneira equitativa para todos os membros da União. Ora, isto deve levar gerações para aprofundar, enraizar, de modo que a situação que resulte (se resultar) numa Federação de Estados da Europa seja algo que perdure e não algo efémero, desigual, "atamancado".

Há sempre uma decisão que tem de ser tomada: Evoluir para uma Federação ou recuar e manter apenas uma União económica, deixando cair mesmo a monetária? 

Acho que primeiro temos de consolidar os países de uma forma igual, prepará-los para os desafios vindouros e só depois congregar esforços únicos, para que não haja "várias europas" distintas pelas velocidades de desenvolvimento, estatuto social das populações, endividamentos diferentes, etc, etc. No novo paradigma actual os países europeus, envelhecidos, não têm capacidade (mesmo os mais desenvolvidos) para concorrer com China, Rússia, Brasil, Índia ou EUA. A Europa tem de se unir de uma forma sustentada, civilizada, preparada para os seus cidadãos e com um sentido único e não cada um a puxar por si, para a sua "quinta". Os governos de cada estado-membro e as instituições europeias têm de decidir o caminho o mais depressa possível para que esta crise seja ultrapassada e definir objectivos futuros com politicas concertadas e objectivas: Haja para isso LIDERANÇA e estadistas/políticos capazes de o realizar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


Juventude, esse recurso precioso...

por Antonovsky, em 04.01.13

As crianças e os jovens são o futuro como muitas pessoas dizem, e é certo. Mas por vezes essas pessoas levam muito tempo a aceitar esse facto e não deixam os jovens progredirem, não lhe transmitem os conhecimentos necessários ou as informações previlegiadas que os encaminhem para o rumo certo. Gostam de os manter numa certa dependência, num estatuto inferior com receio, na maior parte das vezes, de serem ultrapassados em dinamismo, em inovação, em resultados obtidos, etc, etc.

Eu acho que a educação (não só o ensino intitucional) deve ser abrangente num clima de envolvimento e de despertar esta camada etária para uma cidadania activa, participativa, positiva. Este trabalho, obviamente não é só ao nivel escolar, mas sim das instituições da sociedade do meio onde vivem que deverão atribuir-lhes responsabilidades, tarefas, funções com objectivos delineados, desenvolvendo-lhes capacidades de relacionamento interpessoal, valores culturais, liderança, comunicação, etc, que não se aprendem na escola, nem na familia. 

Tem de haver um conjunto integrado de meios para que o jovem possa optar pelos seus interesses, manifestar as suas opiniões, desenvolver as suas capacidades. Isto é muito importante para uma sociedade crescer e desenvolver-se de um modo saudável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031